seta seta seta seta
Manuel LOPES DA SILVA
Ana Júlia da SILVA
(1856-)
José LOPES DA SILVA, ®
(1872-1962)
Isabel BENOLIEL, ®
(1872-1941)
Francisco LOPES DA SILVA, ®
(1888-1955)
Guiomar LOPES DA SILVA
(1906-1975)

Francisco de Sales LOPES DA SILVA, ®
(1932-2001)

 

Relações da família

Cônjuges/Filhos:
1. Maria Helena de Sena FERRO

Francisco de Sales LOPES DA SILVA, ®

  • Nascimento: 28 Mai 1932, Mindelo, São Vicente, Cape Verde
  • Casamento (1): Maria Helena de Sena FERRO
  • Óbito: 17 Jul 2001, Mindelo, São Vicente, Cape Verde com 69 anos de idade
imagem

Símbolo  Eventos de relevo na sua vida:

• Nota biográfica, 1998. 1 Nasceu em Mindelo onde frequentou o liceu. Licenciado em Filologia Ger mâ - nica na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, em 1959 re - gres sou a Mindelo onde exerceu a docência no Liceu Gil Eanes e na Escola In - dus trial e Comercial do Mindelo, da qual foi diretor. Foi membro do Conselho Le gislativo da Província (1869-74) e cônsul honorário da França em Mindelo. Re presentou Cabo Verde no IV Colóquio sobre Educação organizado pela UNESCO em Berlim. Foi galardoado com o 2.º prémio do concurso regional de contos promovido pela "Revista Cabo Verde" e teve colaboração dispersa em vários jornais e revistas, antes e depois da independência. Figurou com dois con tos na Antologia da Ficção Contemporânea, Praia (1960).



• Foto meia idade. 2

• Currículum Vitae: fornecido pelo filho José Lopes da Silva. 2 . Nasceu no ano de 1932, na ilha de São Vicente, filho de Francisco Lopes da Silva, imigrante na Argentina e de Guiomar Lopes da Silva ,filha do professor, poeta e escritor José Lopes da Silva e de Isabel Ben O´liel Lopes da Silva. Fez a instrução primária e estudos secundários em São Vicente, no LICEU GIL EANES. Tendo sido sempre um aluno muito brilhante, completou o ex-7ºano dos liceus com a classificação de 17 valores e a nota de BOM COM DISTINÇÃO, no ano lectivo de 1950/1951

Feito o liceu ,partiu logo para Portugal ,onde se matriculou no Curso de Filologia Germânica na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa que frequentou com sucesso durante 5 anos tendo todavia concluído o curso sómente dois anos depois após cumprir o serviço militar em Mafra como oficial do Exército Português.

De regresso á sua terra natal ,exerceu no ano lectivo de 1959/1960, o cargo de professor de inglês e de Português no então Liceu Gil Eanes.

Apartir do ano de 1960/1961, foi contratado para professor da Escola Industrial e Comercial do Mindelo(Escola Técnica),onde ,durante cerca de trinta anos ,leccionou as disciplinas de Português, Inglês, Francês e História, ao mesmo tempo que era nomeado ,em 1961,Subdirector do mesmo estabelecimento de ensino, funções que desempenhou até á data da Independência Nacional de CABO VERDE.

Por ter frequentado em Lisboa o curso de Direito concomitantemente com o curso de Filologia Germânica , em 1961,foi habilitado ,pelo então governador da Província de Cabo Verde ,a desempenhar o cargo de Procurador Geral de República na Comarca de Barlavento durante 3 anos e devido ao seu brilhantismo depois disso foi então nomeado Juíz Substituto do Tribunal de São Vicente ,cargo que exerceu com distinção, elevada honrra e desvelo durante 10 anos, até o ano de 1974.

Após a independência , foi nomeado, em comissão de serviço , Director da Escola Técnica, cargo que exerceu ,efectivamente ,até o ano de 1988, por um período de 12 anos.

Exerceu ainda diversas funções públicas: foi Presidente da Câmara Municipal de São Vicente e depois disso vereador por um período de 14 anos.Paralelamente, foi ,durante oito anos, vogal do Concelho Legislativo da então Província de CABO VERDE, Director da Rádio Barlavento , Delegado do Governo junto da Companhia de Pesca e Congelação de Cabo Verde(CONGEL), por um período de cinco anos e depois de independência de Cabo Verde,Director Regional de Educação com jurisdição nas ilhas de Barlavento

Logo após a Independência Nacional de Cabo Verde, representou a República de Cabo Verde no IV COLÓQUIO SOBRE EDUCAÇÂO organizado sob os auspícios da UNESCO, o qual se realizou em Berlim, na então República Democrática da Alemanha(RDA),em 1976.No ano seguinte, em 1977, partiu em missão de serviço para o Senegal ,tendo estudado a organização do ensino Técnico naquele país.Três anos depois ,em 1980, foi seleccionado como bolseiro pelo Ministério da Educação de Cabo Verde que lhe atribuiu uma bolsa de estudos para ir frequentar o curso de Inglês e Cultura Americana na Universidade de Pittsburgo ,tendo-se diplomado com sucesso.

Fez a sua estreia na Literatura no ano de 1949,aos dezassete anos de idade , com o conto "FRUTOS DA ÉPOCA",que foi galardoado com o SEGUNDO PRÉMIO do CONCURSO REGIONAL DE CONTOS promovido pela revista "CABO VERDE",na data referida.

Em 1959,sendo ainda estudante universitário ,fundou em Lisboa, com Carlos Alberto Leite, Gabriel Mariano, Ovidio Martins, Terêncio Anahory, Yolanda Morazzo e outors, o SUPLEMENTO CULTURAL da referida revista "CABO VERDE".Na mesma altura, participa ,ainda em Lisboa, nos "COLÓQUIOS CABO-VERDIANOS", apresentando uma tese sobre a necessidade da existência de quadros dirigentes nativos em Cabo Verde, que figura em volume publicado pela Agência -Geral do Ultramar

Em 1960 foi incluído na "ANTOLOGIA DE FICÇÃO CABO-VERDIANA CONTEMPORÂNEA", dirigida e organizada por Baltazar Lopes sa Silva, onde participa com dois contos: "CHUVA DE AGOSTO" e " O OURIVES".O primeiro , "CHUVA DE AGOSTO",foi traduzido para a língua russa e selecionado para fazer parte da colectânea "OBRAS ESCOLHIDAS DOS ESCRITORES DA ÁFRICA TROPICAL", publicada em Moscovo ,no ano de 1983.Anteriormente, em 1972. o mesmo conto já tinha sido traduzido para a língua Inglesa e publicado no volume "CONTOS DE ESCRITORES AFRICANOS", editado pela Universidade de Pretória , na África do Sul.

Em 1966, o crítico literário americano Norman de Araújo fez uma análise dos seus contos na obra "A STUDY OF CAPEVERDEAN LITERATURE ", publicado em Chestnut Hill, Massachussets, no mesmo ano , que lhe serviu de tese de Doutoramento.

Ainda em 1960, organizou , com Baltazar Lopes da Silva, o NÚMERO 9 da revista "CLARIDADE", o último a sair, onde colabora com o conto "O RESGATE "

Tem colaboração de vária índole , dispersa em inúmeros jornais e revistas, nacionais e estrangeiros, incluindo "VOZ DI POVO ", " TRIBUNA ", " CAPE VERDE NEWS ", " EMIGRASSON ", " ARTILETRA ", " MAGMA " , " AGAVIVA ", " ARQUIPÉLAGO ", sendo esta última publicação editada por intelectuais cabo-verdianso estabelecidos nos Estados Unidos da América do Norte.Pelo cinquentenário da revista " CLARIDADE", colaborou no número extra-série com o conto "Bisca Interrompida"

Colaborou assiduamente no hebdomadário " A SEMANA " e no jornal " NOTÍCIAS" onde manteve uma página onde evocava figuras ilustres e acontecimentos notáveis da vida e da história de Cabo Verde.Em 31 de Outubro de 1992, foi-lhe autorgado o estatuto de MEMBRO HONORÁRIO pela associação dos jornalistas de Cabo Verde, em reconhecimento público da sua contribuíção para o desenvolvimento do Jornalismo Cabo -Verdiano.

Durante o período de transição que antecedeu a independência de Cabo Verde , em Agosto de 1974, por especial recomendação do adido cultural da França, que foi enviado para Cabo Verde nessa data , foi indigitado pelo então presidente francês Valery Giscard d´Estaing como representante dos interesses franceses em Cabo Verde e Cônsul da França até á declaração da independência de CABO VERDE em 5 de Julho de 1975 .Por decreto presidencial promulgado em 28 de Abril de 1997 pelo então presidente francês Jacques Chirac , foi nomeado CAVALEIRO DA LEGIÃO DE HONRA" ,a mais alta condecoração que pode ser concedida pelo governo francês em reconhecimento por serviços prestados á França

A 22 de Janeiro de 1998, foi-lhe prestada uma homenagem pública pela Cãmara Municipal de São Vicente, em reconhecimento pela sua "contribuíção intelectual e intervenção cívica" em prol do Município .

Faleceu em Mindelo no dia 17 de Julho 2001 tendo-lhe sido prestada uma última homenagem na Câmara Municipal de São Vicente presidida então pelo Doutor Onésimo Silveira, onde o seu corpo foi colocado em velório até o momento em que foi dado a enterrar com honras do Município.



• O que se conta desta pessoa: segundo Manuel Brito Semedo na "Esquina do Tempo", 12 Out 2012, Mindelo, São Vicente, Cape Verde. Francisco Lopes da Silva nasceu a 28 de Maio de 1932 em S. Vicente.

Licenciado em Filologia Germânica na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, regressou a S. Vicente onde exerceu o cargo de professor por muitos anos.

Foi Director da Escola Industrial e Comercial do Mindelo, Cônsul da França na Ilha de S. Vicente, Vereador de Cultura e Deputado da Assembleia Municipal de S. Vicente.

Exerceu vários cargos na Função Pública, representou Cabo Verde no IV Colóquio sobre Educação organizado pela UNESCO em Berlim, foi galardoado com o 2.º prémio do concurso regional de contos promovido pela "Revista Cabo Verde", teve colaboração dispersa por vários números de jornais e revistas nacionais e estrangeiras.

A 22 de Janeiro de 1998 a Câmara Municipal de S. Vicente, por ocasião das festas do Município, homenageou-o em reconhecimento pela sua contribuição intelectual e intervenção cívica em prol do Município.

Faleceu nesta cidade, a 17 de Julho de 2001.


imagem

Francisco casou com Maria Helena de Sena FERRO, filha de João Arrobas FERRO, ® e Clara de Sena PIRES FERREIRA. (Maria Helena de Sena FERRO nasceu a 22 Ago 1938 em Cabo Verde.)


imagem

Fontes


1 João Nobre de Oliveira, A Imprensa Cabo-verdiana (1820-1975) (Edição da Fundação Macau - Direcção dos serviços de Educação e Juventude; Setembro de 1998, por ocasião da visita oficial a Cabo Verde do Governador de Macau, General Vasco Rocha Vieira. ISBN 972-658-017-X), p. 799.

2 Testemunho (de parente próximo), por correio eletrónico. Data cit.: 28 Mai 2020. José Ferrro Lopes da Silva.

Esclarecimentos do administrador deste site genealógico:

1) Muitas vezes por falta dum contacto não foi possível pedir às pessoas a devida autorização para divulgar seus dados e fotos neste site. A estas pessoas apresento desde já desculpas pelos eventuais constrangimentos causados por este procedimento, que foi, não por indelicadeza, mas sim e apenas, com intuito académico. Assim, aos que não desejariam conceder tal autorização, peço o favor de me contactarem com instruções a respeito (endereço electrónico incluso nesta página).

2) Este site tem também o fito de recolher dados e correcções que permitirão aperfeiçoar o trabalho de pesquisa pois certamente há de conter imprecisões. Assim, contamos consigo, e se quiser comentar ou solicitar o retiro, acrescento ou a troca de dados, documentos ou fotografias, sinta-se livre para nos contactar (e-mail a seguir). Em muitas páginas não se encontram listados todos os filhos da pessoa apresentada. Nada impede de virem a ser paulatinamente acrescentados, à medida que informações fidedignas nos forem fornecidas.

3) A todos os que quiserem colaborar na construção desta árvore, convido igualmente a enviar contributos, ficheiros e fotos para:

Emailjorsoubrito@hotmail.com

4) Os nomes seguidos de um asterisco (*) são os dos ascendentes directos de Jorge Sousa Brito. Assim, ao navegar em linha ascendente a partir de um nome e encontrar um com (*), saberá que esse é dum antepassado comum de JSB e do portador do nome donde partiu

5) Nomes seguidos de um ® estão retratados por uma fotografia, uma pintura, um desenho ou uma escultura de seu portador

Pode procurar outros eventuais nomes nesta árvore utilizando a "box" a seguir:




Sumário | Apelidos | Lista de nomes

Esta página Web foi criada a 25 Set 2020 com Legacy 9.0 de Millennia