seta
António LOPES DA SILVA
Francisco António LOPES DA SILVA
(-1882)
Maria Josefina Marques LOPES

José LOPES DA SILVA, ®
(1872-1962)

 

Relações da família

Cônjuges/Filhos:
1. Isabel BENOLIEL, ®

José LOPES DA SILVA, ®

  • Nascimento: 15 Jan 1872, Ribeira Brava, São Nicolau, Cabo Verde
  • Casamento (1): Isabel BENOLIEL, ® em 1891
  • Óbito: 2 Set 1962, Mindelo, São Vicente, Cape Verde com 90 anos de idade
imagem

Símbolo  Eventos de relevo na sua vida:



• Nota biográfica:,. Professor e Poeta José Lopes da Silva
(São Nicolau, 15 de Jan. de 1872 - Mindelo 02 de Set. de 1962)

Natural da ilha de S. Nicolau, onde nasceu em 1872, José Lopes da Silva aprendeu a ler com o cónego Machado e estudou no Seminário-Liceu, cujo curso completou e foi aluno do cónego Joaquim da Silva Caetano.

Autodidacta, mais tarde aprendeu por si mesmo a língua inglesa. Na sua ilha natal privou com poetas e intelectuais como Custódio José Duarte e Alfredo Troni.

Sendo órfão de pai, teve que procurar trabalho desde cedo e começou por assentar praça, aos quinze anos, em 1887, na 1.ª Companhia de Polícia na Praia, onde conheceu e foi amigo dos poetas Guilherme Dantas e Luiz Medina de Vasconcelos. Depois foi colocado em S. Vicente, mas desistindo da carreira militar foi para a ilha da Boa Vista onde se casou.

Em 1891 emigrou para Angola, a convite de Alfredo Troni, que o empregou na sua fazenda de Hoco, no Cazengo, tendo também trabalhado em Oeiras, próximo do rio Lucala. Esta foi a sua única ausência do arquipélago durante toda a sua vida. Acometido por uma grave biliosa, regressou a Cabo Verde para nunca mais abandonar as suas ilhas. Voltou à cidade da Praia onde trabalhou na Casa Serra.

O Governador Serpa Pinto, que apreciou as suas qualidades literárias, nomeou-o professor do ensino primário e foi colocado na ilha da Boa Vista. Ali viveu seis anos (1894-1900) durante os quais desenvolveu uma intensa actividade cultural.

Foi transferido para a Escola Principal da Vila de Ponta de Sol, ilha de Santo Antão. Nesta ilha, onde viveu 28 anos (1900-1928) e foi professor do futuro catedrático Martinho Nobre de Melo, manteve, pelo menos desde 1900, uma escola particular do ensino das línguas francesa e inglesa e de História e Geografia, escola que o governo da província subsidiou desde aqule ano tendo em conta quer o ensino na referida escola era profícuo o que se provava pelo elevado número de alunos apresentados a exame nas matérias leccionadas pelo referido professor.

Por nomeação do Governador, que também era poeta, foi por três anos (1928-1931), professor do Liceu Infante Dom Henrique, na ilha de S. Vicente, onde se reformou e passou a viver.

Foi agente consular do Brasil e da França e possuía condecorações nacionais e estrangeiras como a comenda da Ordem do Infante Dom Henrique, que lhe foi entregue na sua própria casa pelo então ministro do Ultramar Adriano Moreira, em 1962; a Legião de Honra da França foi-lhe conferida pelo General de Gaulle (pelo seu soneto "La France", escrito durante o período da Resistência na 2.ª Guerra Mundial); foi elevado ao grau de Pupilo do Império Japonês pelo imperador Hiro-Hito (pelo seu poema heróico em louvor do Japão a propósito da Guerra Russo-japonesa, 1905); o seu poema "Helvétia" foi declarado património da Suíça; foi admitido nas Academia Francesa, etc.

Por Decreto Presidencial N.º 3/95, de 2 de Fevereiro, foi agraciado, a título póstumo, pelo Presidente da República de Cabo Verde, Dr. António Mascarenhas Monteiro, com o Segundo Grau da Ordem do Dragoeiro e a Primeira Classe da Medalha de Mérito. Na cidade do Mindelo tem um busto em sua memória numa praça com o seu nome, perto da casa onde residiu.

Informações recolhidas (por Manuel Brito Semedo) na obra de João Nobre de Oliveira, A Imprensa Cabo-Verdiana. 1820-1975. Macau, Fundação Macau e D.S.E.J., 1998



• Foto idade avançada:,.



• Homenagem/Louvor/Reconhecimento: 1936. In "Notícias de Cabo Verde", nº 132, de 19-10-1936



• Homenagem/Louvor/Reconhecimento: Estátua, em Mindelo, São Vicente, Cape Verde>.


imagem

José casou com Isabel BENOLIEL, ®, filha de Isaac BENOLIEL, ® e ??, em 1891. (Isabel BENOLIEL, ® nasceu a 12 Mar 1872 em Sal Rei, Boavista, Cape Verde e faleceu a 3 Mai 1941 em Mindelo, São Vicente, Cape Verde.)


imagem

Esclarecimentos do administrador deste site genealógico:

1) Muitas vezes por falta dum contacto não foi possível pedir às pessoas a devida autorização para divulgar seus dados e fotos neste site. A estas pessoas apresento desde já desculpas pelos eventuais constrangimentos causados por este procedimento, que foi, não por indelicadeza, mas sim e apenas, com intuito académico. Assim, aos que não desejariam conceder tal autorização, peço o favor de me contactarem com instruções a respeito (endereço electrónico incluso nesta página).

2) Este site tem também o fito de recolher dados e correcções que permitirão aperfeiçoar o trabalho de pesquisa pois certamente há de conter imprecisões. Assim, contamos consigo, e se quiser comentar ou solicitar o retiro, acrescento ou a troca de dados, documentos ou fotografias, sinta-se livre para nos contactar (e-mail a seguir).

3) A todos os que quiserem colaborar na construção desta árvore, convido igualmente a enviar informações, ficheiros e fotos para:

Emailjorsoubrito@hotmail.com

4) Os nomes seguidos de um asterisco (*) são os dos ascendentes directos de Jorge Sousa Brito. Assim, ao navegar em linha ascendente a partir de um nome e encontrar um com (*), saberá que este é de um antepassado comum a JSB e ao portador do nome donde partiu

4) Nomes seguidos de um ® estão retratados por uma fotografia, uma pintura, um desenho ou uma escultura de seu portador

Pode procurar outros eventuais nomes nesta árvore utilizando a "box" a seguir:




Sumário | Apelidos | Lista de nomes

Esta página Web foi criada a 25 Jul 2018 com Legacy 9.0 de Millennia