seta seta
João Capristano de MORAIS, ®
(-Antes de 1943)
Sebastiana de Melo NOBRE, ®
(-Antes de 1943)
José do Patrocínio Nobre de MORAIS, ®
(1916-)
Maria Antónia GOMES

Jorge Humberto Gomes Nobre de MORAIS, ®
(1938-)

 

Relações da família

Jorge Humberto Gomes Nobre de MORAIS, ®

  • Nascimento: 17 Fev 1938, Mindelo, São Vicente, Cape Verde
imagem

Símbolo  Eventos de relevo na sua vida:



• O que dele ou dela se conta. Avançado caboverdiano Jorge Humberto, que na temporada 60/61, aos 23 anos, foi contratado pelo campeão italiano Inter de Milão. Nascido em São Vicente, onde jogou na Académica do Mindelo, Jorge Humberto era estudante do quinto ano de medicina em Portugal e tinha sido o melhor marcador da Académica de Coimbra com dez golos, quando o técnico Helénio Herrera convidou-lhe para fazer um teste no clube.
No jogo teste, Humberto atuou 45 minutos e fez um hack-trick, frente ao Sparta de Belgrado, num torneio triangular de início de época. Passou no teste e foi contratado.

Ficou uma época no Inter numa altura em que só era permitido entrar em campo dois estrangeiros. O espanhol Luiz Suárez era titular indiscutível e Jorge Humberto disputava um lugar no onze titular com o inglês Hitchens.

Com a camisa Nerazzuri Humberto marcou cinco golos, três deles no Estádio San Siro, frente aos alemães do Colónia, no desempate dos 16 avos de final da Taça das Cidades com Feiras. Marcou outro na Taça de Itália, mas o seu melhor golo foi contra os escoceses do Hearts, na primeira mão dos oitavos-de-final da Taça das Feiras, em que o Inter venceu por 1 a 0.

Para que ele pudesse jogar com mais assiduidade, os dirigentes do Inter e o técnico Herrera tentaram naturalizar-lhe para ultrapassar a lei de dois estrangeiros, mas o que contava era o país de origem da federação onde foi feita a primeira inscrição, no caso Cabo Verde, o que inviabilizou o expediente.

Na época seguinte foi emprestado ao Vicenza onde foi quase sempre titular. O Standard de Liége da Bélgica tentou contratar-lhe mas seu objectivo era concluir o curso o que veio acontecer em 1966.

Após deixar o futebol, Jorge Humberto foi para Macau onde fez carreira como médico e reformou em 1999.

• Nota biográfica: compilada por João Manuel Oliveira,,. Jorge Humberto do Djidjêca, o Nhunha

Vai uma biografia?

Jorge Humberto Gomes Nobre de Morais, (Nhunha), nasc. a 17 de Fevereiro de 1938, nat. do Mindelo, I. de S. Vicente. Médico-pediatra e futebolista. Começou a jogar na Associação Académica do Mindelo, e depois de concluído o ensino secundário no Liceu Gil Eanes do Mindelo seguiu em 1955, para Coimbra para estudar Medicina e lá continuou a jogar pela Académica de Coimbra, a ?Briosa?. Nesta equipa jogou com nomes que fizeles estavam história no futebol português como Artur Jorge (campeão do mundo em 1987 como treinador do Futebol Club do Porto) e Mário Wilson, que veio a ser treinador mais tarde, além de outros futebolistas como Daniel Chipenda, político angolano, Mário Torres, Abreu, Malícia, Gil, os seus colegas médicos Manuel António e os irmãos Mário e Vítor Campos, etc. Deu nas vistas como futebolista, foi internacional B português (3 golos na estreia contra a França) e em Agosto de 1961 foi convidado a ir para Milão, Itália, testar no Inter, então treinado pelo mítico Heleno Herrera e as suas características de velocidade, capacidade de desmarcação e forte remate valeram-lhe um contrato com o clube onde jogou uma época antes de ser cedido ao Vicenza por duas épocas. A sua transferência para a Itália foi cronologicamente a segunda de um jogador português para um clube estrangeiro mas foi a primeira do futebol moderno e foi muito comentada na altura . No entanto nunca deixaria de estudar, pois, em Itália, matriculou-se nas Universidades de Milão e de Pádua tendo feito uma cadeira por ano. Após três anos na Itália regressou em 1964 a Coimbra onde reingressou no Acadêmica e pôde enfim concluir o seu curso em 1966. Foi vice-campeão na época 1966/67 a melhor classificação do clube coimbrão até hoje. Mas tendo sofrido uma grave lesão no joelho direito deixou definitivamente o futebol profissional em 1967. Fora do campo desportivo, enquanto estudante universitário teve como companheiro e amigo Zeca Afonso, que depois brilharia na música de intervenção portuguesa e os patrícios Salazar Ferro e António St. Aubyn, ambos professores universitários de matemática, que tinham seguindo junto com ele para Coimbra. Terminado o estágio teve ainda que fazer o serviço militar pois, devido a Guerra Colonial/Libertação, foi incorporado em 1968 no exército como oficial miliciano-médico, tendo cumprido uma comissão em Angola (1969-71), colocado na frente Leste, região fronteiriça com a Zâmbia, sendo alferes em 01/11/69 e tenente em 01/11/71. Tirou depois a especialidade de Pediatria em 1976, também em Coimbra onde passara a viver e ajudou a fundar o Hospital Pediátrico de Coimbra no qual foi chefe de serviço. Em Setembro de 1982, a convite de Custódio Pais Rodrigues, que fora seu colega em Coimbra e que exercia as funções de Director do Hospital de Macau, seguiu para a então colónia portuguesa a fim de reformar os Serviços de Pediatria que dirigiu durante mais de uma década e onde se manteve até reformar-se. Pediu a sua rescisão do contrato com Macau que foi-lhe deferido com efeitos a partir de 20 de Dezembro de 2004. Em 10 de Junho de 1997 foi condecorado pelo gov. de Macau, gen. Rocha Vieira e em Dezembro de 1999 pelo Presidente da República de Portugal, Dr. Jorge Sampaio. Casou-se a 21 de Novembro de 1964, em Braga, com Maria Marcelina Sobral Cima, bióloga que iniciou a sua actividade em Macau, em 1982, como bióloga analista dos Serviços de Saúde de Macau e ingressou em 1988 na carreira técnica superior de saúde dos quadros dos referidos Serviços, tendo sido nomeada em Janeiro de 1996 Directora do Laboratório de Saúde Pública de Macau. Em Julho de 1998 foi condecorada pelo gov. de Macau, gen. Rocha Vieira., com a medalha de mérito profissional e em 1999 foi louvada pelo secretário-adjunto da tutela.

Joman


imagem

Esclarecimentos do administrador deste site genealógico:

1) Por falta dum contacto, muitas vezes não pude pedir às pessoas a devida autorização para divulgar seus dados e fotos neste site. Assim, peço aos que não desejariam conceder tal autorização, o favor de me contactarem com instruções a respeito, pelo endereço electrónico incluso nesta página. A estas pessoas apresento desde já desculpas pelos eventuais constrangimentos causados por este procedimento, que foi, não por indelicadeza, mas sim e apenas, com intuito académico.

2) Porem, a todos os que quiserem colaborar na construção desta árvore, convido igualmente a enviar informações, ficheiros e fotos para:

Emailjorsoubrito@hotmail.com

3) Os nomes seguidos de um asterisco (*) são os dos ascendentes directos de Jorge Sousa Brito. Assim, ao navegar em linha ascendente a partir de um nome e encontrar um com (*), saberá que esse é dum antepassado comum de JSB e do portador do nome donde partiu

4) Nomes seguidos de um ® estão retratados por uma fotografia, uma pintura, um desenho ou uma escultura de seu portador

Pode procurar outros eventuais nomes nesta árvore utilizando a "box" a seguir:




Sumário | Apelidos | Lista de nomes

Esta página Web foi criada a 24 Set 2017 com Legacy 9.0 de Millennia